Tecnologia

Braskem vai investir R$ 322 milhões em produção de “eteno verde” no RS

Depois de quase uma década, empresa que virou gigante global volta a expandir produção gaúcha.

Em comunicado ao mercado divulgado no início da noite do dia 22/02, a Braskem anunciou investimento de US$ 61 milhões (R$ 332 milhões, pelo câmbio do dia) no Rio Grande do Sul.

O aporte será destinado à ampliação da unidade produtora de “eteno verde” – matéria-prima básica para plásticos produzida com etanol de cana-de-açúcar – do polo de Triunfo.

O anúncio encerra um jejum de quase um década em investimentos da gigante petroquímica no Estado. A planta que produz essa matéria-prima é a única da empresa que tem produção também na Europa, no México e nos Estados Unidos. O produto é usado na utilizada para a produção de resinas que levam a marca I’m green (sou verde, referência à fonte renovável), que tem pegada de carbono negativa.

A expectativa da Braskem é adicionar 60 mil toneladas por ano de produção de eteno verde, com início da produção ampliada já no final de 2022. Conforme a empresa, o projeto está em linha com a meta de obter redução de 15% nas emissões de gases de efeito estufa até 2030 e de alcançar a neutralidade de carbono até 2050.

Apesar de ter enfrentado um prejuízo de R$ 6 bilhões no primeiro semestre de 2020, causado pela necessidade de pagar indenizações por danos severos a imóveis em quatro bairros de Maceió (AL) atribuídos à mineração de sal-gema, a Braskem foi uma das empresas beneficiadas pelo “efeito fique em casa”. Com a alta nas vendas de produtos domésticos, muitos feitos de plástico, e o crescente interesse dos consumidores em comprar de forma responsável, a empresa alcançou recorde na produção da resina sustentável em setembro de 2020. Foi uma senha para a ampliação da produção.

Fonte
Gauchazh
Etiquetas
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar